Academiæ

"Me disseram que pensar era ingênuo, e daí? Nossa geração não quer pensar. Pois que pense, a que há de vir."

Deslocados

É incrível que as vezes, mesmo cercados de amigos, colegas ou familiares, nos sentimos deslocados. Algo estranho, como se aquele não fosse o nosso lugar, ou o lugar para se estar naquele momento. Embora tenha criado esse blog com a finalidade de divulgar minhas idéias (que embora as vezes eu acho que são mais devaneios rsrsrsr) e fornecer espaço para discussão sobre ideias e teorias com colegas da áreas de humanas (filosofia, psicologia, sociologia e antropologia) com uma boa dose de humor e entretenimento mental, vez por outra, acabo sem querer transformando uma postagem ou outra em um tipo de desabafo (riso), fazer o quê? Eu sou minha própria cobaia ^^ (mais riso).

Há quem diga que isso é uma reação natural ou “coisa de gente esquisita”. Bom geralmente esses pensamentos vem de pessoas falsamente “colocadas”, pessoas que não tem coragem de assumir plenamente suas idéias e seu jeito de ser para seus círculos e “amigos”, falta a essas pessoa mais autópsia (que originalmente em grego queria dizer “auto estudo de si mesmo” ou “estudo do próprio espírito(interior)”) para melhor conviver com seus semelhantes sem mascaras. Escolhi essa imagem para o post por dois motivos, 1º. Sou um grande fã de arte, em especial o Impressionismo e a Surrealista no período comunicativa metafórica de René Magritte, 2º. Ela expressa muito bem o meu sentimento na noite dessa sexta-feira (01/07/11) quando me encontrava em uma festa tradicional na cidade do Marco e na companhia de alguns amigos, tentava me socializar com esse estilo de diversão, sendo que certo momento meus amigos me pediam para beber mais do que já tinha bebido (dois copos). Nada contra quem adora mergulhar o fígado em álcool, mas não sou de beber para se exibir ou ficar pelo caminho, pessoalmente acho ridículo alguém perder pra garrafa.

Aos meus amigos que ficaram até a festa acabar, parabéns. Felizmente sou incapaz de tal realização eu gosto mais é de dormir 8h por dia, o que é mais difícil de ser feito durante dias letivos da faculdade, pois tenho que pegar o ônibus as 16:45 e depois desse horário só fecho os olhos depois das 00:30. Logo, prefiro meu cérebro e corpo em bom estado pras ferias, época em que posso fazer pequenas viagens, rever velhos amigos, ler algum livro interessante e quando resta tempo continuar o meu livro que já está na terceira parte mas ainda não tenho coragem nem dinheiro (liso rsrsrs) pra publicar.

Voltando ao tema. O sentimento de deslocado nos leva a questionar muitas coisas, a intenção dos amigos, a veracidade da amizade, o posicionamento da nossa sociedade atual (sobre tudo a cearense). Contudo, podemos avaliar a nós mesmos durante esse processo e como disse Aristóteles em sua obra Ética à Nicômacos (que tem um capitulo inteiro discursando a respeito da amizade) “Semelhante atrai semelhante”. Logo, podemos ser capazes de atrair a menor partícula de semelhança que temos com os outros, e ainda assim o sentimento de deslocado pode ser visto como uma resposta tão logo a situação presente em que a pessoa se encontra.

Navegação de Post Único

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: