Academiæ

"Me disseram que pensar era ingênuo, e daí? Nossa geração não quer pensar. Pois que pense, a que há de vir."

Arquivo para a tag “Entretenimento”

HQ – Nossos Traços

O mundo dos quadrinhos vem sofrendo grandes mudanças na última década, a ascensão dos mangás (quadrinhos japoneses), os novos nouvelles (quadrinhos online e independentes), as tentativas de grandes estúdios como a DC de “recriara” sua própria historia e personagens e ontem a noite a lamentável noticia da morte de Jerry Robinson o criador do Coringa (Jocker) um dos vilões mais famosos de todos os tempos.

A melhor versão do vilão até hoje.

Oficialmente se adotou o Yellow Kid do norte-americano Richard Outcault, de 1895, como marco zero para se contar a história das histórias em quadrinhos do mundo. Mas manifestações anteriores podem ser encontradas em várias partes do mundo. No Brasil, o ano era 1869 e o ítalo-brasileiro Ângelo Agostini levava para as revistas e jornais da época seus personagens em diversas situações de humor e aventura com “As aventuras de Nhô-Quim e Zé Caipora”. Em homenagem a este pioneiro da Arte Seqüencial brazuca foi criado o dia do Quadrinho Nacional e anualmente esta data trás consigo um festejo aliado à vontade de reconfigurar o cenário da produção brasileira em algo mais sólido e substancial. Para aqueles que tem paixão pelo tema, recomendo uma prazerosa e rica leitura do livro Literatura da Imagem. Esse livro não é tão fácil de encontrar, paras os sortudos que encontrarem um dica: Compre um cofre!
Literatura da Imagem (Salvat), organizado por Román Gubern, um conhecido estudioso espanhol das HQs. Literatura da ImagemO volume compõe a coleção Biblioteca Grandes Temas, traduzida do espanhol e era, até poucos anos, o mais bem produzido livro sobre quadrinhos já publicado no país. Papel couchéde qualidade, impressão em cores belíssimas e capa dura plastificada valorizavam um conteúdo rico em informações e profusamente ilustrado. Há algumas incorreções, mas que, de modo geral, não chegam a comprometer a qualidade do produto final.Pela lista acima é fácil notar que, por muitos anos, o mercado careceu de livros sobre quadrinhos. Que os bons ventos que passaram a soprar a partir de 2004 continuem com toda força, pois só assim conseguiremos diminuir, aos poucos, essa carência bibliográfica sobre a arte seqüencial.

Neste dia, em que os Quadrinhos tornam-se foco de atenção, é importante lembrar a riqueza de gêneros, estilos e a segmentação que essa forma de arte assume com material direcionado a públicos de distintas faixas etárias e econômicas.
Mesmo perdendo espaço na mídia impressa, com os jornais trocando a seção de quadrinhos por anúncios ou fofocas de artistas, a Arte Sequencial vai ganhando espaços seja no cinema, nas livrarias ou na internet. É impossível ignorar a força que os personagens de quadrinhos ganharam no mundo da cultura pop, desde jargões antigos comuns “brucutu” e “imprensa marrom” às modernas discussões sobre multiversos, clonagens e mutações genéticas (temas antigos para os aventureiros dos quadrinhos).
Ângelo Agostini era pintor, desenhista, crítico de arte e, porque não dizer, crítico social. Em seu traço marcante retratava a vida nos tempos do Segundo Império e da embrionária República. O Quadrinho Nacional mantém ligações estreitas com a hoje histórica produção de Agostini, seja no caráter de crítica social, hoje abraçado pelas Charges, seja no traço rebuscado que encontra reflexo nas ilustrações, seja nas narrativas de aventura presente na produção dos quadrinhos modernos. Comemoramos o dia 30 de janeiro em homenagem a um autor que foi criativo e versátil antecipando o que hoje é necessário àqueles que resolvem abraçar o quadrinho como expressão artística. Mais que um dia dedicado aos Quadrinhos é, este, um dia dedicado ao Quadrinho NACIONAL com todas as suas dificuldades de produção e veiculação, com toda a concorrência desleal com os enlatados japoneses, norte-americanos ou europeus. Não é a questão de destratar as republicações estrangeiras, mas é de observar que há artistas e há produção nacional resistindo seja ela manifestada nos sucessos editoriais de Maurício de Souza, Angeli, Laerte, Laudo, André Diniz seja na humilde mas incansável produção independente. Seja veiculada em fanzines, internet, álbuns de luxo ou revistas de linhas o dia 30 de Janeiro é o dia de lembrar que a produção Nacional existe e precisa ser vista!

Evento no Ceará

Talvez um dos maiores artistas do estado do Ceará, Hermínio Macedo Castelo Branco, o Mino, também é um profissional em vários outros ofícios. No entanto, para o humor ele possui um empenho quase divino, alcançando o riso existente no coração da pessoa mais sisuda, atingindo o próximo com sua graça inteligente sem esforço algum, em um labor humorístico quase papal.

A Gibiteca de Fortaleza e o Fórum de Quadrinhos do Ceará tem enorme alegria e honra em receber esse ilustre artista no dia 17 de dezembro, às 14.30, para um bate-papo sobre sua carreira, ideias e projetos futuros.

Não perca a oportunidade!

Quer saber mais sobre o Mino? Então acesse: Laboratório Espacial!

No Dia do Quadrinho Nacional tem GIBIARTE 2012

 Enquanto Janeiro não chega vamos relembrar as artes que integraram a exposição digital montada com a produção após o GIBIARTE 2010.
 http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=H6iSfmP3tBs

Idealizado por João Belo Jr, o Gibiarte é um encontro de produção onde artistas e apreciadores de desenho convidam o público a soltar o traço. Realizado durante o DQN (Dia do Quadrinho Nacional) o evento promove a integração e promove uma exposição interativa onde as artes vão sendo produzidas e expostas em seguida. As artes estão compiladas no arquivo da Gibiteca de Fortaleza para futuras referencias e como registro artístico da comemoração do Dia do Quadrinho Nacional em Fortaleza.

OBS: Material originalmente publicada no site http://www.armagem.com e http://fqce.blogspot.com
Com algumas adaptações, acréscimos e correções.

Tá velho mas vai durar muuuito.

Anúncios

TV – Cultura e Docs

A TV é um instrumento de informação e alienação muito poderoso, uma pequena fonte de entretenimento em cada casa, com atrações gratuitas 24 horas por dia,  7 dias por semana, é muito poder. Eu mesmo não posso deixar de usá-la, pois como qualquer pessoa comum eu preciso de informação, entretenimento, diversão. Com tudo, algumas pessoas costumeiramente se queixa do conteúdo exibido, em um país de 190.732.694 habitantes é difícil agradar a todos. Para aqueles que utilizam a tv para se atualizar intelectualmente, separei uma pequena lista de canais com programação de documentários variados.

TV Escola (a partir do dia 18/07)
Segunda 13h dentro do pensamento medieval: crenças, 60min

Terça 13h fronteiras do espaço Filosofia e física, 60min

Quarta 8h cinema, educação e ideologia, 60min
10h as fronteiras do espaço, 2 58:40min

Quinta 10h pitagoras e outros historia, informática e matemática, 60min
13h eu tarzam, você jane sociologia dos gêneros, 60min

Sexta 19h cinema e educação, um debate, 60min

Sábado 8h15 da relatividade ao big-bang, 25min

Domingo 11h fronteiras do espaço Filosofia e física, 60min

Segunda 21h O poder do planeta vulcão, 50min

Terça 16h filosofia brasileira, 60min

Quarta 12h além da natureza humana, 59min
15h amigos virtuais, 24min

Quinta 22h Eintein no dia a dia, 50min

OBS: no site da TV Escola você encontra a programação completa de cada dia, a lista acima é uma seleção pessoal que estou indicando.

TV Cultura (segunda-feira, 18 de julho de 2011)

  O programa Café Filosófico é uma série de encontros, nos quais são abordados anseios e angústias dos indivíduos na sociedade contemporânea, tendo como referências teóricas fundamentais a Psicanálise e a Filosofia. O programa é apresentado por Daniela Wahba e Germano Melo com exibições especiais às 22h nos domingos, e faz parte de uma parceria firmada em 2003 entre CPFL Energia e a Fundação Padre Anchieta. Hoje o tema é A necessidade da política. A pergunta nos chama para refletir se somos pessoas ativas ou indiferentes às questões políticas.  Programa vai ao ar às 08:30, se você achar muito cedo poderá assistir depois, às 11:30, 14:20, 17:00, 19:45 e 22:30 (do mesmo dia!).

24/07 - DOM
CAFÉ FILOSÓFICO - A separação entre Amor e Sexo – Palestrante Flávio Gikovatte 
Inédito
 
31/07 - DOM
CAFÉ FILOSÓFICO - Moda e Etiqueta – Palestrante Glória Kalil
Inédito

TV Brasil (como no site não encontrei a programação, selecionei alguns quadros e programas que mais chamaram minha atenção)
Autor por Auto: (Sex-22h) Autor por Autor é um misto de TV, literatura e teatro, com a missão de incentivar a leitura e promover a literatura brasileira. Usando muita criatividade, a intenção é despertar a vontade de ler mais sobre a vida e a obra dos grandes escritores brasileiros, últimas exibições: Ruth Rocha – A vida e a obra da verdadeira rainha dos baixinhos; Décio Pignatari – A vida e a obra do criador da revista Noigandres.
Diverso (Sex-17:30) O Diverso aborda a cultura urbana e pop e seu impacto no mundo de hoje. Em cada edição, o programa trata de um assunto relacionado às manifestações culturais e artísticas do Brasil. O programa levanta questões relacionadas às nossas matrizes culturais – como elas se articulam em relação à contemporaneidade, últimas exibições: Jum Nakao – A estética visual brasileira; O Fusca – A história e paixões de um dos carros mais importantes do mundo.
Comentário Geral (Qua-19:30) Vários assuntos discutidos por personalidades da cultura, moda, arte, gastronomia, política, jornalismo, educação e economia, últimas exibições: Beleza – Quando a vaidade pode ameaçar a saúde e se há limites para alterar a própria imagem; Jogo – O programa apresenta famosos que dão dicas sobre os diferentes tipos de jogos (virtuais, psicológicos, estratégicos, etc).
Cine Ibermedia (Don-23:15) O Cine Ibermedia é uma série de filmes produzidos em países da América Latina, Espanha e Portugal. São 52 comédias, dramas, policiais e filmes de ação, que chegam para divulgar a história, os costumes e a cultura do povo ibero-americano. O programa oferece ao público a oportunidade de conhecer diretores, produtores, atrizes e atores que atuam em outras praças, bem como acompanhar a produção cinematográfica, últimas exibições: Oro Diablo – Uma visão crítica da exploração capitalista; Bluff – Uma comédia divertida sobre amor e traição.
Progama de Cinema (Sab-23:15) Programa de Cinema destaca a produção nacional (ficção e documentário), exibindo filmes de várias épocas e gêneros, últimas exibições: O Cangaceiro (primeiro longa brasileiro a ser premiado em Cannes); Juízo (a trajetória de jovens infratores em um tradicional reformatório no Rio de Janeiro).
Profissão Cartunista: (Qua-00:30) Através de uma série de documentários, “Profissão Cartunista” apresenta a vida e obra de três dos maiores cartunistas do mundo: Will Weisner, Jerry Robinson, Henfil e Ziraldo, últimas exibições: O humor nos traços.
DOCTV IV: A série DOCTV IV apresenta ao público telespectador uma série de 55 vídeos, produzidos em todas as regiões do Brasil. São 55 semanas de documentários inéditos, que caminham em três direções, ora enfrentando os processos sociais contemporâneos, ora dialogando com a tradição, ora promovendo revisões históricas, quando não articulando duas dessas estratégias de abordagem em um mesmo documentário.
docESPECIAL: Documentários nacionais e internacionais sobre a cultura, fatos históricos e temas de interesse mundial, últimas exibições: Cem anos sem Chibata; Batatinha e o Samba Oculto da Bahia

CANAL FUTURA:(de 25 à 31 de JUL)
Ter:
15h Das selvas às cordilheiras
00:30 Cine Conhecimento – Amor à Morte
Qua:
21:00 Adrenalina
00:30 Cine Conhecimento – A Vida é Um Romance
Qui:
21:00 Mundo.DOC – O que Drawin Nunca Soube
22:30 Ética
00:30 Cine Conhecimento – O Morro dos ventos Uivantes
Sex:
22:00 Cine Conhecimento – Salve o Cinema
00:30 Cine Conhecimento – Uma Mensagem de Holly
Sab:
01:30 Cine Conhecimento – O Silêncio
Don:
00:30 Cine Conhecimento – O Grande Ditador

Navegação de Posts